A reprodução total ou parcial de qualquer texto deste blog, sem a permissão por escrito do autor, será considerado crime e o infrator (a) responderá processo judicial por infringir a lei de direitos autorais!

Translate

Pesquisar este blog

Seguidores

Gostou deste blog? Então por favor, compartilhe nas redes sociais! OBRIGADO!!!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

O Primeiro Censo de Caririaçu


O primeiro censo realizado na cidade de Caririaçu ocorreu ainda no séc. XIX, no ano de 1890. Este censo foi o segundo no Brasil e o primeiro do período republicano. O primeiro recenseamento ocorrido nas terras descobertas por Cabral deu-se em 1872.
A nossa cidade na época ainda era uma jovenzinha vila, possuía 14 anos de independência política, visto que sua emancipação ocorreu em 1876 e ainda trazia o nome de São Pedro do Crato. Em 1918 o então presidente[1] do Ceará João Thomé de Saboya e Silva[2] alterou o nome para São Pedro do Cariry[3] e em 1943, finalmente nomeou-se a nossa cidade de Caririaçu, o Kariri grande.
Nesta época, Caririaçu contava com o distrito do Junco, atual município de Granjeiro, e sua paróquia era de Nossa Senhora Das Dores. Porém esta informação pode ter sido um equívoco do Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, através da Secretaria Geral de Estatística[4], inspirado numa lei de 1879 que transferia a freguesia de São Pedro para o povoado de Joazeiro, hoje Juazeiro do Norte.
A população correspondia a 2 237 (dois mil, duzentos e trinta e sete) homens e 2 198 (dois mil, cento e noventa e oito) mulheres, totalizando 4 435 (quatro mil, quatrocentos e trinta cinco) são-pedrenses.
Naquele tempo de censo precursor, a nossa pequena povoação estava sob a tutela eclesiástica de Cícero Romão Batista e era administrada politicamente pelo intendente Francisco Leite de Araújo.
Mostrando certa importância a vila de São Pedro não ficou de fora do censo de 1872. E aqui foram contados os habitantes daquela época e o embrião de Caririaçu apontava uma população de 55 escravos. Isso mostra certa pujança na economia agrária da época.

PS: Os dados retratam apenas a densidade demografia da cidade de Caririaçu na época, não considerando o padrão e a qualidade da vida dos recenseados. Fato notório era o registro das igrejas dos lugarejos, o que evidencia o fato de praticamente não existir o protestantismo e o pluralismo de religiões dos dias contemporâneos. Nada de anormal nisso, pois até a Proclamação da República em 1889 o Catolicismo era a religião oficial do Brasil.




[1] Naquela época as províncias não tinham governadores como nos dias de hoje e sim presidentes, que por sua vez eram indicados pelo presidente da República.
[2] Primeiro Governador a visitar a nossa cidade. Isso aconteceu na segunda década do século passado.
[3] Na época Cariri se escrevia com ipsilone.
[4] Instituição responsável pela coleta de dados da época, pois naquele tempo ainda não existia o IBGE. Ele foi fundado em 1934 e instalado em 1936 com o nome de Instituto Nacional de Estatística.

0 comentários:

Postar um comentário